Blog

Pesquisa mundial da Viacom revela como acontece a interação entre TV e Redes Sociais

social-tvWhen Networks Network: TV Gets Social” mostra o que motiva o telespectador a usar as redes sociais enquanto assiste televisão e identifica três tipos de motivação: funcionalidade, popularidade e diversão

Estudo aponta que os espectadores se envolvem, em média, em 10 atividades relacionadas à TV em plataformas de mídia social
Os telespectadores brasileiros são os mais propensos a realizar atividades de mídia social relacionadas à televisão

A Viacom Internacional Media Networks apresenta hoje ao mercado os resultados de seu novo estudo global “When Networks Network: TV Gets Social” que investigou a relação entre televisão e uso de redes sociais. Segundo o estudo, três principais fatores motivam o uso: funcionalidade, popularidade e diversão. A pesquisa global contou com usuários de mídias sociais dos EUA, além de comunidades on-line em países como EUA, Reino Unido e Alemanha. Também foram realizadas pesquisas on-line no Brasil, Alemanha e Rússia, com espectadores da Viacom com idades entre 13 e 49 anos que utilizam uma ou mais plataformas de mídias sociais pelo menos uma vez por semana.
“Nosso objetivo com esta pesquisa era entender o que impulsiona o nosso público para as mídias sociais e compreender a forma como a sua atividade de mídia social impacta seu comportamento como telespectador”, revelou Colleen Fahey Rush, Vice-Presidente Executivo e Diretor de Pesquisa da Viacom Media Networks. “Na Viacom, estamos focados em criar experiências em mídias sociais que propaguem a comunicação fora da tela e aprofundem as relações entre os nossos fãs e seus programas e personagens favoritos”.
Os espectadores se envolvem, em média, em 10 atividades relacionadas à TV em plataformas de mídia social, incluindo: interagindo com amigos e fãs (72%), seguindo/ curtindo os perfis um programa de TV (57%); compartilhando ou recomendando (61%), assistindo clipes completos ou trailers (61%), buscando informações e horários de exibição dos programas (66%) e jogando ou inscrevendo-se para concorrer a brindes (49%). Da análise de um total de 24 atividades em mídia social monitoradas, foram descobertos três tipos distintos de motivação para uso das redes em conjunto com a televisão: funcionalidade (busca por informações, horários, notícias exclusivas, etc.); popularidade (marca pessoal, conexão com os outros) e diversão (uso de jogos, participação em concursos).
Dos países envolvidos no estudo, a Viacom descobriu que os telespectadores no Brasil são os que mais abraçam as atividades de mídia social relacionadas à televisão, enquanto que os alemães são os menos propensos a esse tipo de interação.
Confira mais detalhes sobre as motivações dos usuários:

1. Funcionalidade: Informação acima de tudo

A funcionalidade fica à frente de todos os outros fatores motivacionais, incluindo a socialização quando se trata da relação entre televisão e uso de redes sociais. O resultado foi o mesmo para todos os países envolvidos no estudo, sendo que a Alemanha lidera o ranking com os usuários mais propensos a utilizar as redes para buscar informações. Telespectadores estão mais interessados em experiências e conteúdos oferecidos pelas emissoras e perfis dos programas de televisão do que comunicar-se com outros telespectadores por meio das mídias sociais. Eles utilizam as redes sociais para:

• Manter-se informado sobre as datas e os horários de exibição dos programas (44%);
• Atualizar-se sobre as últimas notícias dos programas (45%) e
• Ter acesso exclusivo a informações sobre os programas (37%), vídeos (36%) e teasers de próximos capítulos (36%).
“Achamos interessante que os comportamentos relacionados com o uso de TV e mídia social e os fatores de motivação foram consistentes em todos os cinco países que foram analisados neste estudo”, comentou Christian Kurz, vice-presidente de Pesquisa, Insights e Relatórios para VIMN. “Globalmente, a mídia social está se tornando a versão atual de um guia de TV para os telespectadores – é, hoje, a forma como eles preferem obter as informações sobre os programas que acompanham”.

2. Popularidade: O valor do Curtir no Facebook ou do seguidor no Twiiter

A popularidade é a segunda razão mais comum para o uso de mídia social relacionada com a TV. Os espectadores revelaram usar a mídia social fortalecer sua imagem e compartilhar impressões (34%), para se conectar com o programa (28%), e para se conectar com outros fãs (28%).

Uma maneira de os telespectadores satisfazerem sua motivação por popularidade é “curtindo” o perfil de um programa no Facebook ou o “seguindo” no Twitter. A pesquisa da Viacom conseguiu determinar qual o valor, há muito tempo discutido, do “curtir” do Facebook e do “seguir” no Twitter, quando se trata de televisão. Após “curtir” ou “seguir” o perfil de uma atração, os telespectadores mostraram-se 75% mais propensos a assistir o programa. A média de audiência também aumentou em três diferentes formatos (ao vivo, por stream e reprises), e o público passou a envolver-se mais com os programas e canais em plataformas digitais:

• 41% acessam as redes sociais dos programas com mais frequência
• 39% acessam o site do programa ou canal com mais frequência
• 27% são mais propensos a baixar aplicativos relacionados ao programa
Importante lembrar que o “curtir” ou “seguir” também satisfaz as motivações funcionais, já que possibilita o levantamento de informações, horários e atualizações sobre a programação.

3. Diversão: a importância dos games sociais

Em terceiro lugar entre as atividades relacionadas entre TV e mídias sociais está o fator diversão, que inclui jogos com recompensas (24% utilizam as redes para obter brindes ou participar de concursos) e jogos online tradicionais (25% jogos, 24% testes ou pesquisas).
• Mais de 30% dos usuários jogam games relacionados com programas de televisão pelo menos uma vez por semana.
• Entre os jogadores sociais que acompanham um programa de TV e jogam games relacionados, 75% jogam mesmo fora das temporadas de episódios inéditos.
• Os jogos online relacionados com conteúdo de televisão são uma forma de contato frequente e uma maneira de manter-se conectado com os telespectadores durante o ano todo.

Os jogos em mídias sociais auxiliam no crescimento da audiência, sendo que 30% dos entrevistados revelaram que jogaram games relacionados antes mesmo de assistirem ao programa. Cerca de metade dos telespectadores ouvidos disseram que os jogos os incentivaram a assistir o programa com mais frequência. Entre os principais gêneros de programas que incentivaram a criação de jogos estão game shows, comédia e reality shows.

Mídias Sociais como forma de conhecer novos programas de TV

As mídias sociais ficaram em terceiro lugar (39%) como fonte de “descoberta” de novos programas, atrás somente de propaganda (54%) e do boca a boca (50%). No Brasil, entretanto, essa realidade é diferente: as redes sociais perdem somente para campanhas de televisão no quesito descoberta de novos programas.

A pesquisa revelou ainda que conhecer um programa por meio das mídias sociais, tem um impacto positivo na audiência da atração. Isso porque, os telespectadores se mostram mais propensos a conferir a estreia de um programa quando ficam sabendo do lançamento por meio das redes sociais.

• 70% dos telespectadores e usuários de redes sociais são mais propensos a assistir a estreia de uma atração que conheceram por meio das redes sociais, contra 48% dos que demonstram interesse quando descobrem por outras mídias.
• 41% dos telespectadores são propensos a assistir a reprise da temporada de uma atração ao vivo, se o programa tiver sido descoberto por meio das redes sociais. Caso o programa tenha sido descoberto por outra mídia somente 48% dos usuários assistiriam a reprise.
Entre as ações em redes sociais que influenciam o interesse de um telespectador por um programa de televisão estão o comentário feito por um amigo no Facebook, a postagem de informações no perfil de um programa e o fato de um amigo curtir o perfil da atração.
***
A VIACOM BRASIL, uma divisão da VIMN, é proprietária e opera no Brasil os serviços da NICKELODEON, um dos principais canais de TV e a marca número 1 de entretenimento para crianças e uma das maiores produtoras de programas infantis do planeta, vista em mais 110 países e em 500 milhões de domicílios em todo o mundo; do COMEDY CENTRAL, canal 100% dedicado a 24 horas de comédia visto atualmente em mais de 172 milhões de domicílios, em 22 países ao redor do mundo, da Vh1 Brasil, canal de música e entretenimento com programação diversificada voltada ao público acima dos 25 anos; além das marcas VH1 HD, VH1 MEGA HITS, NICK JR e NICK HD. A Viacom International Media Networks (VIMN), uma unidade da Viacom Inc. (NASDAQ: VIA, VIAB), é dona de algumas das marcas de entretenimento mais conhecidas do mundo, incluindo MTV, Nickelodeon, Comedy Central, BET, Paramount Channel, Vh1, Viva, COLORS, Game One e Tr3s: MTV, Música y Más. As marcas da Viacom são vistas globalmente em mais de 600 milhões de domicílios, em 160 territórios e em 35 diferentes línguas através de 160 canais programados e operados localmente, além de mais de 550 canais de mídias digitais.

Viacom Brasil
Natasha Szaniecki Novak – natasha.novak@viacombrasil.com
Luciana Santos Tardioli – luciana.santos@viacombrasil.com
Breno Liguori – breno.liguori@viacombrasil.com

Informações para a imprensa
Agência Ideal – PABX: (11) 4873-7900 – www.agenciaideal.com.br
Maya Pauliez – maya.pauliez@agenciaideal.com.br
Direto: (11) 4873-7954 Celular: (11) 95300-8117
Carolina Massaro – carolina.massaro@agenciaideal.com.br
Direto: (11) 4873-7944 Celular: (11) 99313-1614

Sobre a FLS Pesquisa

Empresa especializada em pesquisas e marketing, com objetivo de melhorar a qualidade dos serviços e produtos dos parceiros e clientes, primando sempre pelo planejamento, autenticidade, prazo e eficiência.

Tel.:+55(11) 2362-6499 | fls@flspesquisa.com.br

Logo-Conre