Blog

Pesquisa comprova eficácia na associação de medicamentos que tratam a asma

asmaEstudo, primeiro no Brasil, avalia eficácia e segurança da associação entre formoterol e budesonida em cápsula única no tratamento da asma; asma mata 2.500 pessoas por ano 

Pessoas que tem asma sabem da dificuldade que é tratar a doença, seja pela necessidade de ter sempre a mão as famosas bombinhas com broncodilatadores contra a doença, que dão a sensação de alívio, mas não tratam a base da doença (a inflação das vias aéreas), ou seja pela necessidade do uso de medicamentos para controle e prevenção das crises. É comum aos asmáticos fazer uso de vários medicamentos conjuntamente. Frente a essas questões, e pensando em facilitar a vida dos portadores de asma, que pesquisadores realizaram na Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, em São Paulo, um estudo associando um broncodilatador e um anti-inflamatório hormonal – corticóide (formoterol e budesonida) em uma única cápsula, dois medicamentos clássicos prescritos pelos médicos para o tratamento da asma.

De acordo com Dr. Roberto Stirbulov, pneumologista e docente da Faculdade de Ciências Médicas, a importância do estudo foi demonstrar as vantagens da união, em uma única cápsula, de dois medicamentos amplamente prescritos no país sem perder a eficácia e a segurança do tratamento. “Existe uma ação sinérgica e aditiva dos dois medicamentos, tendo melhor resultado”, disse.

Stirbulov ressalta ainda o ineditismo da pesquisa. “Nenhum estudo brasileiro havia unido os dois medicamentos na mesma cápsula para investigar se a associação seria segura e eficaz”, explicou o médico.

A pesquisa foi feita com 181 pacientes por período de tratamento de 12 semanas. Participaram também da investigação Dr. Carlos Cezar Fritscher, professor de pneumologia da PUC do Rio Grande do Sul, Dr. Emílio Pizzichini, chefe da Disciplina e do Serviço de Pneumologia da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e Dra. Márcia Margaret Menezes Pizzichini, docente na UFSC. O estudo foi publicado no Jornal Brasileiro de Pneumologia de Julho/Agosto de 2012.

Asma

A asma é uma doença inflamatória das vias aéreas que afeta o sistema respiratório. Dados do Ministério da Saúde indicam que, no Brasil, a enfermidade mata cerca de 2.500 pessoas por ano, ou sete por dia. Os pacientes, em geral, consideram a doença pouco grave: estima-se que 10% da população tenha a doença, mas apenas 20% a 30% dos pacientes com asma seguem o tratamento corretamente.

Além disso, a prevalência da doença vem aumentando em crianças de zero a 9 anos e em jovens de 10 a 19 anos. De acordo com um estudo que avaliou os resultados da Pesquisa Nacional por Amostras de Domicílios (Pnad) a prevalência da doença nas crianças cresceu de 7,7% em 1998 para 8,1% em 2003 e 8,5% em 2008. Já entre adolescente o número foi de 4,4% em 1998 para 5% em 2003 e, em 2008, subiu para 5,5%.

Sobre a FLS Pesquisa

Empresa especializada em pesquisas e marketing, com objetivo de melhorar a qualidade dos serviços e produtos dos parceiros e clientes, primando sempre pelo planejamento, autenticidade, prazo e eficiência.

Tel.:+55(11) 2362-6499 | fls@flspesquisa.com.br

Logo-Conre